Faculdade de Desporto da Universidade do Porto

Relação Bebé-Mãe

 

 

Relação Bebé-Mãe

 

Bebé

O bebé não é um ser passivo:

 

- os fetos com sete meses já têm relações diferenciadas

- após o nascimento, o bebé já discrimina sensações

 

O bebé troca sinais com figuras parentais (regulação mútua):

 

- manifestadores das suas necessidades

- manifestadores das suas emoções

 

A regulação mútua permite respostas adequadas:

 

O choro:

- 4 tipos de motivação para o choro: fome, desconforto, frustração, dor;

- provoca reacções de preocupação, de responsabilidade e de culpa.

O sorriso:

- só aos 2/3 meses, é que o sorriso passa a ser intencional e activo;

- aos 6 meses, constitui já um acto social dirigido a figuras preferenciais.

As expressões faciais:

- as expressões faciais revelam a expectativa de uma resposta;

- mas, a nossa leitura depende muito das nossas convicções.

As vocalizações:

- funcionam como estímulo para as vocalizações dos adultos;

- a troca adquire a forma de conversação. (a vocalização não é entendível ainda, o bebé vocaliza por imitação)

 

Mãe

As fantasias da mãe:

- a mãe afasta-se do mundo exterior;

- a mãe centraliza-se quase exclusivamente no bebé;

- fazem-se projectos de futuro

 

O bebé reage:

 

- com alegria à satisfação das suas emoções;

- com ansiedade e frustração à sua não satisfação

 

Face à ansiedade vivida pelo bebé, a mãe irá:

 

- Interpretá-la como teatral: agrava a situação de ansiedade

- Ficar alarmada: passa para o bebé a sua própria ansiedade

- Acolher a angústia e a ansiedade do bebé: transforma a inquietação em segurança

 

 

Procurar no site

Contatos

Work-psychology Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Rua Dr. Plácido Costa,91
4200-450 Porto PORTUGAL
Tel: +351 225 074 700
Fax: +351 225 500 689
http://www.fade.up.pt

Se nos quiserem contactar, podem fazê-lo através dos endereços :

 

Miguel Barbosa

091101072@fade.up.pt

 

ou

 

Paulo Sousa     

091101062@fade.up.pt