Faculdade de Desporto da Universidade do Porto

O envelhecimento: mudanças físicas e cognitivas

 

 

DOR FÍSICA vs. DOR PSICOLÓGICA

A dor do desconhecido/Sensação de estranheza/A dor da perda da identidade Corporal.

O não contacto com o corpo acontece entretanto, muito antes do envelhecimento – corpo como veículo e não integrado. Falta de contacto de prazer.

 

ENVELHECER – Conceito interiorizado como negativo:

 

• O envelhecimento é um processo irreversível, que se inscreve no tempo entre o nascimento e a morte do indivíduo.

• É durante a vida toda que envelhecemos.

• O envelhecimento enquanto processo, concerne a todos, em qualquer idade.

• Envelhecer, perdas? É mais de natureza sociológica do que psicológica. Nas sociedades africanas envelhecer é “acúmulo progressivo de personalidades, que é igual a aquisições e progressos”.

• Com o envelhecer ‘há uma tendência para o desinvestimento dos objectos externos para o investimento em outros aspectos.

• Perda do interesse (desinvestimento amoroso ao mundo externo que podem ser observados: culpam a deficiência auditiva, não querem mais conversar, não querem mais ver TV, nem ler, a memória não guarda nada, não querem andar as pernas doem.

• Envelhecer como aquisição – energia liberada de um aspecto que vai para outros.

• Infância / Velhice – O corpo volta a ser central nas preocupações

• Pais que se tornam filhos dos filhos. Cargas emocionais podem ser reactivadas – violência contra o idoso.

• Medo do sofrimento, mais do que o medo da morte.

• Desvalorização/simplificação da doença do idoso – “Isto é da idade”.

• O homem padece na velhice, não foi estimulado para o contacto relacional, nem para se auto cuidar. Surgimento de dificuldades de interacção social e dificuldades de se manter sozinho na viuvez ou na solidão.

  

 

 

SEXUALIDADE NA VELHICE

 

Sexualidade – é a maneira como uma pessoa expressa seu sexo. É a expressão de nossa maneira de ser.

• A relação sexual é um componente da sexualidade.

• Mito da velhice assexuada – o velho “tarado” e a velha “assanhada”. O social encara com olhar depreciativo.

• Masturbação – vivida com culpa.

• Dificuldades actuais para as mulheres estão relacionadas à moral.

• Dificuldades para os homens estão relacionadas às alterações na capacidade de erecção. O homem sofre a tensão de não falhar.

 

• Sexualidade na 3a. Idade – Perde-se na quantidade, ganha-se na qualidade. Deixa-se de ser macho e fêmea, torna-se homem e mulher. 

 

 

 

 

Procurar no site

Contatos

Work-psychology Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Rua Dr. Plácido Costa,91
4200-450 Porto PORTUGAL
Tel: +351 225 074 700
Fax: +351 225 500 689
http://www.fade.up.pt

Se nos quiserem contactar, podem fazê-lo através dos endereços :

 

Miguel Barbosa

091101072@fade.up.pt

 

ou

 

Paulo Sousa     

091101062@fade.up.pt